Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Like A Man

09 de Março, 2020

Quando conseguimos realizar um sonho...

Filipe Gil

_FER7256 (1).jpg

Fotografias por Fernando Marques

Sou capaz de ser a pessoa que há mais anos vê programas de culinária na TV. Já em 2004 quando, a viver nos Países Baixos, conheci pela televisão um inglês chamado Jamie Oliver. Os seus livros, programas de TV e até um restaurante (O Fifteen) estavam por todo o lado naquele país - mesmo todo o lado. E com isso uma série de clones a surgirem na televisão holandesa com programas de culinária para gente normal como eu. Ficava horas a olhar para aquilo (e para os frigoríficos da Smeg no cenário). 

Já cá em Portugal, comecei a ver os programas do chef Henrique Sá Pessoa, conheci, de vista, o chef Chakall numa apresentação da Embaixada Argentina no El Corte Inglés. E daí foi sempre a somar: 24 Kitchen, programas do Gordon Ramsay, Pesadelo na Cozinha com o Chef Ljubomir Stanisic e, claro, os programa do Netflix com o fantástico Chef’s Table à cabeça, o filme Burnt, etc. Tudo isto sem, praticamente fazer um ovo estrelado ou uma omelete. Cá em casa ouvia, várias vezes: “passas horas a ver esses programas mas não vais para a cozinha”. 

Mais tarde, por questões profissionais comecei a ter contactos com chef’s e restaurantes. Como jornalista e até mesmo aqui no blogue (onde muitas vezes fizemos nota de novos restaurantes que fomos experimentando). 

_FER7111.jpg

Ora, há cerca de dois anos quando assumi a edição do projeto DN Ócio passei a conhecer e a conviver com chefs e com críticos de comida e com jornalistas que percebem muito, mas muito, de comida. E tive a sorte, apesar de ser hiper cansativo, de ter ido à última cerimónia da entrega das estrelas do Guia Michelin - quase 24 horas a trabalhar non stop. 

Tanta prosa para dizer que já andava, desde então com a ideia de ir experimentar o ambiente de uma cozinha profissional. 

_FER7679.jpg

Será que é como se lê, vê e ouve por aí? Será que iria gostar e trazer ensinamentos para casa (finalmente)?

A experiência aconteceu, e o sonho realizado: fui cozinhar para a cozinha de um restaurante do Guia Michelin. Em Lisboa, no restaurante Sála do chef João Sá, que desde novembro de 2019 é referenciado no famoso guia (ainda sem estrelas, mas não devem faltar dentro de um ou dois anos). Podem ler a reportagem na DN Ócio.

 

Foi um dia inteiro a trabalhar e a conhecer melhor como se gere e lidera e cozinha. Foi um sonho realizado. E sim, hoje em dia sou eu que pego, maioritariamente, nos tachos. Não todos os dias, mas quase. Gostei muito e ficou o bichinho de aprender mais. Não estivesse já a meio da minha década dos quarenta e se calhar mudava de vida...

 

Mesmo assim, foi um sonho realizado. E vale a pena lutar por isso. Só temos uma vida. E vocês, lutam para realizar os vossos sonhos?

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.